2020 out

Clínica de Saúde Mental do Porto-30 anos

Fundada em 3 de Outubro de 1990 pelo Dr. Arantes Gonçalves com o objetivo de um tratamento inter e multidisciplinar, bem como mais personalizado para cada paciente, a Clínica de Saúde Mental do Porto foi crescendo em quantidade e qualidade humana, técnica e de valências de subespecialidade várias.

Se é verdade que no seu ponto de partida a visão integrada de vários tratamentos não mais era do que uma intuição que fazia todo o sentido, também não é menos verdade que passados 30 anos os seus modelos de tratamento combinado estão amplamente validados do ponto de vista clínico e científico a nível nacional e internacional.

Foi assim que desde o início fomos pioneiros no nosso país a integrar a prática da psicofarmacologia com os tratamentos psicossociais. A nossa preocupação pautou-se sempre por principios éticos no que concerne ao respeito pela singularidade de cada paciente. Nunca estivemos presos a ideologias ou conflitos de interesse. Pelo contrário, lutamos sempre pela nossa liberdade de pensamento, sem medo de expressar o que pensamos e sentimos.

A nossa equipa de profissionais engloba cerca de 20 pessoas dedicadas ao tratamento das mais variadas patologias mentais e físicas. Todos com diferentes percursos pessoais e académicos mas todos com o mesmo empenho e motivação para chegar mais longe. Mais longe na melhoria clínica de cada paciente, mais longe na aprendizagem que cada caso sempre desperta. Mais longe no diálogo em equipa sempre enriquecedor. No fundo, mais humanos em permanente mudança individual, colectiva e ecossistémica.

Estamos passados 30 anos muito mais gratificados com toda esta aprendizagem com os pacientes e as suas famílias, assim como dentro da nossa “família terapêutica”. Mas não estamos acomodados. Continuamos a pensar no futuro, sempre atentos aos dados que a realidade externa nos vai dando.

É o caso da atual Pandemia que nos impossibilitou de celebrar esta data que tanto nos sensibiliza.

Por isso, fazemos votos para que no próximo anos de 2021, se a realidade circundante da pandemia assim permitir, possamos celebrar esta data de forma presencial como costuma ser entre humanos que trocam emoções e afetos. Essa é a alma do nosso trabalho: a visão de um futuro melhor para os nossos pacientes ainda que a espera possa ser mais longa do que desejariamos.

Até 2021 com a Esperança de um futuro com mais saúde para todos sem excepção!

Fundada em 3 de Outubro de 1990 pelo Dr. Arantes Gonçalves com o objetivo de um tratamento inter e multidisciplinar, bem como mais personalizado para cada paciente, a Clínica de Saúde Mental do Porto foi crescendo em quantidade e qualidade humana, técnica e de valências de subespecialidade várias.
Se é verdade que no seu ponto de partida a visão integrada de vários tratamentos não mais era do que uma intuição que fazia todo o sentido, também não é menos verdade que passados 30 anos os seus modelos de tratamento combinado estão amplamente validados do ponto de vista clínico e científico a nível nacional e internacional.
Foi assim que desde o início fomos pioneiros no nosso país a integrar a prática da psicofarmacologia com os tratamentos psicossociais. A nossa preocupação pautou-se sempre por principios éticos no que concerne ao respeito pela singularidade de cada paciente. Nunca estivemos presos a ideologias ou conflitos de interesse. Pelo contrário, lutamos sempre pela nossa liberdade de pensamento, sem medo de expressar o que pensamos e sentimos.
A nossa equipa de profissionais engloba cerca de 20 pessoas dedicadas ao tratamento das mais variadas patologias mentais e físicas. Todos com diferentes percursos pessoais e académicos mas todos com o mesmo empenho e motivação para chegar mais longe. Mais longe na melhoria clínica de cada paciente, mais longe na aprendizagem que cada caso sempre desperta. Mais longe no diálogo em equipa sempre enriquecedor. No fundo, mais humanos em permanente mudança individual, colectiva e ecossistémica.
Estamos passados 30 anos muito mais gratificados com toda esta aprendizagem com os pacientes e as suas famílias, assim como dentro da nossa “família terapêutica”. Mas não estamos acomodados. Continuamos a pensar no futuro, sempre atentos aos dados que a realidade externa nos vai dando.
É o caso da atual Pandemia que nos impossibilitou de celebrar esta data que tanto nos sensibiliza.
Por isso, fazemos votos para que no próximo anos de 2021, se a realidade circundante da pandemia assim permitir, possamos celebrar esta data de forma presencial como costuma ser entre humanos que trocam emoções e afetos. Essa é a alma do nosso trabalho: a visão de um futuro melhor para os nossos pacientes ainda que a espera possa ser mais longa do que desejariamos. 
Até 2021 com a Esperança de um futuro com mais saúde para todos sem excepção!