Terapia Familiar e de Casal

A finalidade da Terapia Familiar enquanto método psicoterapêutico, em sentido lato, é promover formas em que os membros da família se possam ajudar mutuamente, tal como a realização nas diferentes esferas que constituem a vida humana.

A terapia familiar poderá estar clinicamente indicada para famílias que apresentem situações psicopatológicas, tais como divórcio e separações, luto e morte, perturbações do comportamento alimentar, perturbações de personalidade e perturbações psicóticas.

A Terapia de casal é uma abordagem psicoterapêutica que procura ajudar casais que continuam a mostrar interesse em investir na relação, mas que, fruto de dificuldades ponderam separar-se. Estas dificuldades podem ser crónicas (ao nível da comunicação, conflitualidade constante, na relação sexual) ou agudas (desinvestimento amoroso, relação extraconjugal, readaptação a um novo ciclo de vida).

O compromisso da terapia é com a promoção da saúde emocional dos membros do casal, não com a manutenção ou a rutura da relação. O resultado mais importante é o conhecimento da problemática subjacente às dificuldades, no sentido de um equilíbrio livre, flexível e uma relação gratificante.